Contagem

web counter free

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Antevisão Sporting CP - Boavista FC


BILHETES DISPONÍVEIS NA SECRETARIA DO BOAVISTA!
BILHETES - 12€ - apenas disponível para Associados do Boavista com quotas em dia.

Árbitro:Luís Ferreira(A.F.Braga)

APOIO O BOAVISTA FC EM LISBOA, O NOSSO APOIO É IMPORTANTE PARA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL CONSEGUIRMOS A MANUTENÇÃO FALTAM APENAS 6 JOGOS!

sábado, 11 de abril de 2015

Esforço Inglório

BOAVISTA FC - 0 CS MARÍTIMO -2
Primeira Liga 28ºJornada
11 De Abril de 2015 - 16H
Estádio do Bessa Século XXI 
Árbitro:Artur Soares Dias(A.F.Porto)

GR:Mika         GR:Romain Salin
 DD:João Dias   DD:João Diogo
 DC:Aaron Appindayoge DC:Briguel
DC:Carlos Santos(Léozinho 87')    DC:Patrick Bauer
DE:Afonso Figueiredo       DE:Raúl Silva
MC:Idrís Mandiang   MC:Éber Bessa(Fábio Abreu 88')
MC:Reuben Gabriel(Marek Cech 60') MC:Alex Soares
MC:Bernardo Tengarrinha MC:Bruno Gallo(Gegé 65')
ED:Brito(Bobô 60')   EE:Fransérgio
EE:José Manuel  ED:Moussa Marega
PL:Michael Uchebo  PL:António Xavier(Cristian Alex 78')

Treinador:Petit                 Treinador:Ivo Vieira

 Cartões Amarelos:Alex Soares 73',Patrick Bauer 75' e Cristian Alex 91'.

Golos:Éber Bessa 54' e Alex Soares 89'.



Boavista FC e CS Marítimo encontram-se em encontro da 28ºJornada da Liga Nós,caso os axadrezados vencem-se ficariam com 32 pontos e aproximaram -se da equipa madeirense e praticamente garantiam a manutenção na principal liga portuguesa,mas a equipa boavisteira foi derrotado por 0-2.

O jogo começou com ambas as equipas a estudarem-se mutuamente,o primeiro remate surge por Brito ainda longe da baliza, com o esférico a sair por cima,depois o CS Marítimo com um remate desviado pelo defesa boavisteiro para canto,de seguida o melhor lance da primeira parte e a mais flagrante ocasião de golo, cruzamento na esquerda do ataque maritimista a defensiva axadrezada, falhou na marcação e o avançado maritimista enviou o esférico ao travessão da baliza boavisteira com o guardião axadrezado já batido,novamente a equipa madeirense com um cruzamento e um remate fácil para o guardião boavisteiro,na equipa boavisteiro Brito tentava desequilibrar sobre a esquerda remata fraco para fora,já perto do descanso novamente o CS Marítimo após mais uma falha de marcação e atrapalhação entre os defesas e guarda-redes axadrezados a criar perigo junto a baliza boavisteira.

Nova atrapalhação entre defensiva axadrezada e o seu guardião, com um defesa axadrezado a despachar o esférico para longe após cruzamento da direita,em cima do intervalo José Manuel com espaço na área perde tempo de remate, e remate para as mãos do guardião contrário,pouco depois chegava o intervalo com o resultado a ajustar-se ao que se passou em campo.

O segundo tempo começa com Michael Uchebo a perder tempo de remate e a rematar forte para fora,novamente os axadrezados com Bernardo Tengarrinha a cruzar na direita com o guardião maritimista a sacudir com alguma dificuldade,no seguimento da jogada Brito a rematar para fora,os madeirenses remataram de fora da área por cima da baliza a guarda de Mika,perto dos 55 minutos de jogo cruzamento da direita com vários cabeceamentos perto da pequena-área, com o guardião axadrezado a hesitar em sair-se aos sucessivos cruzamentos,os jogadores maritimistas fizeram assim o 0-1 perante a muita passividade da equipa boavisteira e do seu guardião,o técnico axadrezado após o 0-1 decidiu introduzir no jogo Marek Cech e Bobô para tentar chegar ao empate e tentar sair a jogar, e consegui em parte Bobô remata para o defesa contrário ceder canto,de seguida as melhoras oportunidades de golo da segunda parte pertenceram aos axadrezados,primeiro Idrís após livre de Bernardo Tengarrinha a cabecear muito perto do poste direito da baliza contrária, novamente os boavisteiros cruzamento de Afonso Figueiredo com Marek Cech completamente só a cabecear ao lado do poste esquerdo da baliza contrária,de seguida novamente Marek Cech a rematar em zona frontal em arco para fora,o CS Maritimo tentava chegar a baliza boavisteira através de um remate a entrada da área que sai muito ao lado,já perto do final do encontro perda de bola de Idrís a meio-campo o guardião axadrezado demasiado adiantado e o jogador maritimista faz o 0-2 num chapéu perfeito, mas beneficiando e muito do adiantamento do guardião contrário.

Estava encontrado o vencedor do encontro,até ao final do encontro nada a registar.

Uma derrota que não foi muito bem aceite pelos adeptos axadrezados presentes, aonde falhamos aonde não costumamos falhar, sobretudo na finalização e em diversas marcações na nossa área,permitindo dois golos e várias oportunidades para o adversário marcar.

A manutenção está cada vez mais próxima de ser atingida,mas não podemos acusar a pressão e relaxar em demasia, faltam 6 jogos,18 pontos em disputa na próxima jornada os axadrezados têm uma deslocação complicada ao estádio josé de alvalade em Lisboa para defrontar o Sporting CP,aonde se espera uma boa presença de adeptos boavisteiros,esperamos sair de Lisboa com um resultado positivo.

Saudações Axadrezadas.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

sábado, 4 de abril de 2015

Tínhamos Equipa Para Vencer Este Jogo, O Empate é Um Mal Menor

FC PENAFIEL - 2 BOAVISTA FC -2
Liga Nós 27ºJornada
 4 De Abril de 2015 - 16h
 Estádio Municipal 25 de Abril em Penafiel
Árbitro :Jorge Sousa(A.F.Porto)
GR:Júlio Coelho        GR:Mika
DD:Hector Quinõnes DD:João Dias
 DC:Rafa Sousa     DC:Carlos Santos(Marek Cech 72')
DC:Tiago Valente DC:Aaron Appindayoge
DE:Vítor Bruno  DE:Afonso Figueiredo
MC:Dani Coelho MC:Bernardo Tengarrinha
MC:Romeu Ribeiro  MC:Reuben Gabriel
MC:João Martins MC:Idrís Mandiang(Diego Lima 84')
ED:Braga(Rabiola INT) EE:Brito
EE:Aldair Baldé(David Mbala INT)  ED:José Manuel
PL:Hélder Guedes(Bura 90')  PL:Michael Uchebo(Bobô 65')

Treinador:Carlos Brito             Treinador: Petit


Cartões Amarelos:Carlos Santos 4',João Dias 24',Rafa Sousa 62',H.Quinõnes 63',Romeu Ribeiro 69',Aaron Appindayoge 76' e José Manuel 91'.


Golos: Carlos Santos 45',Aaron Appindayoge (a.g.) 52',João Martins 67' e José Manuel 91'.


 


FC Penafiel e Boavista FC encontram-se no Municipal 25 de Abril em Penafiel num tarde de Primavera em jogo referente a 27ºJornada da Liga Nós,o resultado final foi um empate a duas bolas, que face a classificação beneficiou os axadrezados, mas acima de tudo e o sentimento que ficou é que poderíamos e deveríamos ter vencido este encontro.

Um jogo em que a maior parte do tempo foi dividido mas após o 2-1 para a equipa da casa, os axadrezados praticamente não saíram das redondezas da área da equipa da casa, os axadrezados tentaram através de Idrís com um remate por cima da baliza penafidelense,de seguida o FC Penafiel chega perto da área boavisteira com Carlos Santos a desviar para canto, os boavisteiros chegaram a vantagem mesmo em cima do intervalo com um livre da esquerda de Bernardo Tengarrinha com Carlos Santos a cabecear para o 0-1,logo de seguida chegava o intervalo.

Na segunda parte o FC Penafiel tentava reagir ao golo boavisteiro em cima do intervalo, e o seu técnico efectuou duas alterações de uma assentada, que deu resultado num centro sobre a esquerda do ataque da equipa da casa em que Aaron Appindayoge a tentar efectuar o corte introduz o esférico na própria baliza estando assim reposta a igualdade, a equipa penafidelense animou com o golo do empate e após um aviso com um remate de fora da área que saiu por alto da baliza axadrezada,chegou mesmo a vantagem num livre frontal em que o esférico embateu em Idrís e engana Mika que ainda toca no esférico, a equipa da casa chegava ao 2-1, a ver-se em desvantagem e após uma primeira substituição algo contestada por alguns adeptos boavisteiros com a entrada de Bobô e a saída de Michael Uchebo o técnico axadrezado decidiu segurar o meio-campo axadrezado até aqui perdido com a entrada de Marek Cech para o lugar de Carlos Santos,recuando Bernardo Tengarrinha para central,os axadrezados tentavam chegar ao empate, as substituições a nosso ver não foram bem efectuadas venceríamos este jogo com algum conforto até ao final do encontro os axadrezados acercavam-se da baliza do FC Penafiel José Manuel fez o primeiro aviso com um remate acrobático que embateu no poste direito da baliza da equipa da casa,o técnico axadrezado fez a última substituição fazendo entrar Diego Lima para o lugar de Idrís de seguida e após passe de Reuben Gabriel, Bobô falha um golo quase certo só com o guardião do FC Penafiel pela frente,adivinha-se o empate axadrezado que chegou já no primeiro minuto de compensação dos quatro minutos dados pelo árbitro do encontro José Manuel fez o resultado final de 2-2 com um remate sobre a esquerda em arco fazendo um golo de belo efeito para gáudio dos sempre fieís adeptos axadrezados que mais uma vez estiveram em bom número, sem dúvida somos o 12º jogador desta equipa.

Estamos cada vez mais perto da manutenção, estamos em vantagem no confronto directo, contra os nossos adversários directos, mas sinceramente tínhamos equipa para vencer este FC Penafiel com um pouco mais de astucia e ambição nos jogos fora de casa, a partie deste jogo faltam 7 jogos temos 29 pontos o objectivo desta época mais jornada menos jornada está praticamente garantido a manutenção na Liga Nós após a travessia no deserto dos últimos anos, mas em vários jogos sobretudo fora de portas poderíamos ter vencido com relativa tranquilidade.

No próximo sábado os axadrezados recebem o CS Marítimo no Estádio do Bessa Século XXI em jogo da 28ºJornada.

O Blog Boavista1903.blogspot.com deseja a toda a família boavisteira uma Feliz Páscoa!

Saudações Axadrezadas!

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Antevisão FC Penafiel-Boavista FC



BILHETES DISPONÍVEIS NA SECRETARIA DO BOAVISTA!
BILHETES - 10€ - apenas disponível para Associados do Boavista com quotas em dia.

ÁRBITRO: JORGE SOUSA (A.F.PORTO)


APOIO O BOAVISTA RUMO AO OBJECTIVO QUE ESTÁ MUITO PRÓXIMO!

INVASÃO A PENAFIEL!

terça-feira, 31 de março de 2015

COMUNICADO


Vem a Boavista FC, Futebol SAD para os devidos efeitos, e face a notícias hoje vindas a público, esclarecer o seguinte:
1. A decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol a que se refere o comunicado de hoje do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, reporta-se apenas a dois recursos, apresentados pelo mandatário de dois ex-jogadores, e em nada afecta a validade das inscrições efectuadas por esta SAD em Janeiro último (como aliás claramente se infere pela leitura da decisão e do próprio comunicado em causa);
2. A Boavista SAD está a estudar o acórdão respectivo, havendo formas diversas de fazer valer os seus direitos no futuro;
3. Realçamos no entanto o clima de diálogo construtivo que temos mantido com o Sindicato de Jogadores, certos de que, a exemplo do sucedido no final da época passada, serão alcançadas em conjunto formas de resolução das situações em causa, originadas, como é do pleno conhecimento de tal instituição, por causas exógenas que não dependem da Boavista SAD, e que esta conta sejam em breve ultrapassadas.
O Conselho de Administração da Boavista Futebol Clube, Futebol SAD
Porto, 31 de Março de 2015

segunda-feira, 30 de março de 2015

Permanência à vista

REGRESSO AOS TREINOS COM UM OBJETIVO

Os 28 pontos somados ainda não garantem a permanência e Petit vai reforçar a partir de hoje, no regresso aos trabalhos, a importância de pontuar, sábado, na casa do último classificado, o Penafiel.

O técnico axadrezado disse isso mesmo ao plantel no último treino da semana passada e, portanto, o foco está todo no próximo jogo, estando desde já garantido um apoio considerável dos adeptos axadrezados no Estádio 25 de Abril, na perspetiva também de ver a equipa aproximar-se da permanência. Seguir-se-ão a receção ao Marítimo, uma deslocação a Alvalade e novo jogo no Bessa, desta vez com o V. Setúbal, equipa ainda envolvida na luta pela permanência no escalão principal. As perspetivas são positivas, mas Petit sabe que não pode facilitar.


domingo, 29 de março de 2015

«Este estádio é uma fortaleza e voltou a ter alma»

DESTACA PAPEL DO BESSA NA ÉPOCA ATÉ AGORA

joão loureiro em entrevista ao record


R – Como foi formar este plantel?


JL – Apostámos numa equipa técnica que sobretudo conhece o Boavista e sabe o que é a sua mística. Para além da falta de meios para fazer a equipa, os jogadores de uma maneira geral não tinham a certeza de que o Boavista ia entrar. O que tornou tudo mais difícil de gerir. Havia antes de tudo que inscrever 18 jogadores e partimos da base da equipa do CNS. E depois, aos poucos, fomos tentando, perante as oportunidades, enriquecer o plantel. Foi tudo sendo feito aos poucos mas obedecendo a uma lógica. Ainda para mais, tivemos um calendário complicadíssimo nas primeiras jornadas.


R – Imaginava ver a equipa nesta altura com 28 pontos?


JL – Confiei sempre. Porque confio quer nas minhas capacidades quer nas capacidades de quem trabalha comigo e o mesmo acontece em relação aos sócios e adeptos. Eles foram muito importantes. Diz-se que conquistámos muitos pontos em casa e associe isso ao relvado sintético. Até pode ser uma parte. Mas a maior parte foi a alma que voltou a haver neste estádio, naquela que já se diz ser a fortaleza do Bessa.


«Permanência não é dado adquirido»


R – A meta está alcançada?


JL – Ainda não conseguimos o nosso objetivo. Não é um dado adquirido. Estamos muito mais próximos do que já tivemos. Portanto, ainda temos pontos para conquistar e a equipa tem de continuar, como está, focada. Mas naturalmente estamos mais próximos e foi um caminho difícil pois surgiram algumas ansiedades, houve algumas dúvidas...


R – Petit chegou a ser questionado...


JL – Não coloco as coisas dessa forma. A ansiedade era natural. Sentia-se que esta era uma época decisiva e foi natural que após um resultado menos bom algumas questões se levantassem. É normal no futebol. Mas nunca senti isso como tendo um sentido negativo. Mas na hora dos jogos isso nunca foi patente, pois em todos os jogos, mesmo os que perdemos em casa, tivemos um apoio fabuloso. E tudo isso foi importantíssimo para o sucesso.

R – Como se fazem omeletas com poucos ovos?

JL – Estabelecemos muitas parcerias, como aconteceu em relação ao sintético. Também desenvolvemos uma campanha de recuperação de sócios. Estamos a trabalhar em muitas frentes. Além disso tudo, subindo duas divisões de uma vez, havia a necessidade de fazer uma equipa nova. Tínhamos uma equipa que vinha do CNS com alguns jogadores jovens que podíamos aproveitar, como aconteceu. De resto, tivemos de optar por jogadores que não tivessem qualquer custo. O Boavista não gastou um cêntimo com passes de jogadores. Também aí estabelecemos parcerias. Teve de ser assim. Ou entrávamos naquele comboio ou nunca mais íamos ter uma oportunidade...

«Poucos acreditavam no nosso regresso»

R – Deu muito trabalho preparar este regresso?

JL – Até se ver o nome do Boavista no sorteio da 1.ª Liga, 80% das pessoas que seguem o futebol português não acreditavam no nosso regresso. Não foi fácil formar uma equipa nestas condições. Foi um trabalho sobretudo desenvolvido pela SAD mas também participei. Foi um processo no qual participou o próprio treinador. Dividimos tarefas pois havia vários obstáculos para ultrapassar, de diversa ordem. No Bessa não se organizava um jogo da 1.ª Liga há 6 anos e o 1.º jogo foi com o... Benfica.

domingo, 22 de março de 2015

Manutenção Cada Vez Mais Perto

BOAVISTA FC - 1 CF BELENENSES -0
Primeira Liga 26ºJornada
 22 De Março de 2015 - 16H
Estádio do Bessa Século XXI 
Árbitro:Carlos Xistra(A.F.Castelo Branco)

GR:Mika         GR:Hugo Ventura
 DD:Brayan Beckeles(João Dias 59')   DD:Nélson(Tiago Caeiro 82')
 DC:Philippe Sampaio(Aaron Appindayoge 40') DC:Gonçalo Brandão
DC:Carlos Santos    DC:Mário Palmeira
DE:Afonso Figueiredo       DE:Filipe Ferreira
MC:Idrís Mandiang   MC:Ricardo Dias
MC:Reuben Gabriel MC:Carlos Martins(Tiago Silva 68')
MC:Marek Cech MC:Fábio Sturgeon
ED:Brito   EE:Miguel Rosa
EE:José Manuel(Léozinho 84')  ED:Fábio Nunes(Dálcio Gomes INT)
PL:Michael Uchebo  PL:Rui Fontes

Treinador:Petit                 Treinador:Jorge Simão

 Cartões Amarelos:Brayan Beckeles 2',Phillipe Sampaio 5',Michael Uchebo 20',Ricardo Dias 65' e Dálcio Gomes 75'.

Golos:Brito 54'.








Boavista FC e CF Belenenses encontram-se no Estádio do Bessa Século XXI em jogo referente a 26ºJornada da Liga Nós,tendo os axadrezados vencido pela margem mínima e praticamente garantido a permanência na Liga Nós para a próxima época.

O técnico axadrezado voltou a utilizar a dupla de centrais habitual Philippe Sampaio e Carlos Santos e voltando a dar a titularidade a José Manuel,recuando Brayan Beckeles para defesa direito.

O jogo iniciou com duas entradas despropositadas de Philippe Sampaio e Brayan Beckeles que lhe valeram dois cartões amarelos desnecessários, no caso de Brayan Beckeles foi admoestrado com o quinto amarelo e ficará de fora do próximo jogo, o primeiro lance de perigo pertenceu a equipa do Restelo com Carlos Santos a cortar o esférico para canto,de seguida os axadrezados respondem com um remate de Marek Cech que sai por alto,depois o extremo axadrezado Brito começou a dar nas vistas,primeiro com um remate de longe que saiu por cima da trave após recuperar o esférico a meio-campo,novamente Brito num livre obriga o guardião contrário a defesa apertada para canto, do canto resultou um cabeceamento de Idrís Mandiang para defesa segura do guardião da equipa do Restelo,após lance sobre a direita José Manuel, ganha um lance passa para Brito que remata a meia-volta para defesa fácil do guardião contrário,já perto do intervalo o CF Belenenses remata ao lado da baliza a guarda de Mika,de seguida chega o intervalo, com os axadrezados a querem adiantar-se no marcador mas o nulo a manter-se.

A segunda parte começou com o CF Belenenses a tentar surpreender o guardião axadrezado que estava um pouco adiantando,com um remate para as mãos do guardião boavisteiro, Brito tanto insistiu que viria a marcar após boa desmarcação de Michael Uchebo sobre a direita,o extremo cabo verdiano a receber já dentro da área,a rodopiar sobre si próprio, a rematar,o esférico a embater no poste e a entrar na baliza dos azuis do Restelo,fazia se assim justiça no resultado e os axadrezados passariam a estar em vantagem no encontro para delírio dos seus adeptos,de seguida Afonso Figueiredo cruza para a área e após vários cruzamentos Carlos Santos cabeceia para as mãos do guardião contrário,o CF Belenenses tentava chegar ao empate num cruzamento sobre 
a esquerda um desvio não passou muito longe da baliza boavisteira,nos últimos 10 minutos o CF Belenenses dispôs da melhor oportunidade para empatar com novo cruzamento desta vez da direita,cabeceamento a obrigar Mika a grande defesa, na recarga Carlos Santos a oferecer o corpo ao esférico e a evitar novamente o empate,os axadrezados tentavam sobretudo através de Michael Uchebo chegar ao 2-0,e foi o nigeriano que cruzou sobre a esquerda para Brito quase fazer o 2-0 num cabeceamento que não passou muito longe do poste direita da baliza dos azuis do Restelo, praticamente de seguida o final do encontro e a festa merecida de toda a família boavisteira, que sente que o objectivo desta época a manutenção está cada vez mais perto.

Com esta vitória ficamos com 28 pontos, faltando 8 jogos 24 pontos em disputa, para o final do campeonato alargamos a vantagem para a linha de água para 9 pontos, próximo fim de semana a Liga Nós pará devido a compromissos das selecções regressando no fim de semana da Páscoa, os axadrezados desloca-se a Penafiel para defrontar mais um adversário directo, o apoio dos adeptos boavisteiros é fundamental se vencermos ainda mais confortáveis ficamos.

Saudações Boavisteiras!


quinta-feira, 19 de março de 2015

sábado, 14 de março de 2015

Com Um Pouco Mais de Ambição Conseguiríamos Pontos

FC PAÇOS FERREIRA - 1 BOAVISTA FC -0
Liga Nós 25ºJornada
 13 De Março de 2015 - 20H30M
 Estádio Capital do Móvel em Paços de Ferreira
Árbitro :Manuel Oliveira(A.F.Porto)
GR:António Filipe        GR:Mika
DD:Rodrigo Galo DD:João Dias
 DC:Fábio Cardoso     DC:Carlos Santos
DC:Ricardo DC:Bernardo Tengarrinha
DE:Hélder Lopes  DE:Afonso Figueiredo
MC:Rúben Pinto(Minhoca 85') MC:Marek Cech(José Manuel 53')
MC:Michael Seri  MC:Reuben Gabriel(Bobô 89')
MC:Vasco Rocha MC:Idrís Mandiang
ED:Diogo Rosado(Bruno Moreira 63') EE:Brito
EE:Manuel José  ED:Bryan Beckeles
PL:Diogo Jota(Sérgio Oliveira 82')  PL:Michael Uchebo

Treinador:José Mota               Treinador: Petit


Cartões Amarelos:Rodrigo Galo 58',Carlos Santos 87'.

Cartão Vermelho: Bernardo Tengarrinha 45'.

Golos: Manuel José 45'(g.p).










FC Paços de Ferreira e Boavista FC encontram-se no jogo de abertura da 25ºJornada da Liga Nós no Estádio Capital do Móvel tendo a equipa da casa vencida pela margem mínima de 1-0, num jogo em que os axadrezados com um pouco mais de ambição poderiam ter tirado pontos a este FC Paços de Ferreira.

O técnico axadrezado apenas efectou uma alteração a equipa que a semana passada venceu o Vitória de Guimarães entrando Carlos Santos após castigo e retirando da equipa Aaron Appindayoge,optando por manter Bernardo Tengarrinha a central.

O jogo começou com os axadrezados a criarem perigo através de um livre directo de Brito com o guardião pacense a sacudir o esférico para a frente, a equipa da casa respondeu com um lance em que reclama falta a entrada da área axadrezada com um corte limpo de Carlos Santos após cruzamento da esquerda,a 5 minutos do intervalo novo cruzamento da esquerda com o esférico a sobrevoar toda a área boavisteira muito perto da linha de baliza mas a sair pela linha de fundo,já em cima do intervalo o lance que iria decidir o jogo a favor da equipa da casa,após falta sobre Marek Cech a meio-campo não assinalada, o FC Paços de Ferreira recupera o esférico o passe sai para as costas da defensiva axadrezada Bernardo Tengarrinha tenta o corte em carrinho e acerta no seu adversário a nosso ver a falta existe mas no limite da entrada da área, de seguida o central axadrezado é expulso com cartão vermelho directo quando o jogador pacense apenas se dirigia para a linha, não indo em posição frontal, a grande penalidade foi convertida de seguida chegava o intervalo com ambas as equipas a nada fazerem para o marcador funcionar, mas a equipa da casa chegava ao descanso com a vantagem de 1-0.
Na segunda parte, o técnico axadrezado entrou a jogar com 10 elementos, e a ver o que o jogo ia dando, começou com a equipa da casa a poder fazer o 2-0, com a passividade da equipa boavisteira, o avançado contrário ultrapassou o guardião boavisteiro, demorou muito a rematar e permitiu o corte a João Dias com a baliza completamente deserta, o técnico axadrezado fez entrar José Manuel para o lugar do esgotado Marek Cech colocando mais jogadores atacantes mas também retirando alguma criatividade ao meio-campo axadrezado,passando a jogar com dois médios defensivos, de seguida a equipa pacense remata para o guardião boavisteiro defender a dois tempos,novamente a equipa da casa com uma boa jogada de envolvimento, com o seu avançado a rematar a trave da baliza axadrezada,novo remate da equipa do FC Paços de Ferreira a passar por cima da trave da equipa boavisteira,a equipa do Boavista FC tentava mesmo com 10 elementos chegar a baliza contrária,num desses lances centro na direita de Brayan Beckeles com Michael Uchebo a ser puxado no interior da grande área, grande penalti que ficou por assinalar, no seguimento da jogada José Manuel cabeceia ao poste da baliza da equipa da casa, o técnico axadrezado demorava muito a mexer novamente na equipa,só voltando a efectuar alterações a 1 minuto dos 90'.

A equipa da casa num canto voltou a criar perigo junto a baliza boavisteira, com um cabeceamento a não sair muito longe do poste esquerdo,já nos últimos 10 minutos do encontro novamente o FC Paços de Ferreira centro da direita com novo cabeceamento desta vez por cima da trave, de seguida o final do encontro.

Um jogo que os axadrezados poderiam com mais alguma ambição e apesar de jogarem toda a segunda-parte em inferioridade numérica ter tirado pontos a este Paços de Ferreira, o técnico axadrezado das três substituições possíveis apenas efectuou duas a última das quais a 1 minuto dos 90', não se entende porque,como também não se entende o porque de já com os centrais habituais disponíveis colocar novamente Bernardo Tengarrinha a central temos que arriscar mais sobretudo a jogar fora mas também para conseguirmos alguns pontos fora de portas que nos podem ser muito úteis nesta fase final da época para o nosso objectivo da manutenção, a nosso ver um jogo em que poderiamos e deveriamos ter jogado e arriscado um pouco mais.

Destaque para mais uma boa moldura humana dos adeptos axadrezados no Estádio Capital do Móvel.

Na próxima jornada a equipa boavisteira recebe o CF Belenenses no próximo domingo dia 22 de Março pelas 16h em mais um jogo que o apoio dos adeptos axadrezados é fundamental.

Saudações Boavisteiras!


domingo, 8 de março de 2015

Triunfo da Raça

BOAVISTA FC - 3 VSC GUIMARÃES -1
Primeira Liga 24ºJornada
 8 De Março de 2015 - 19H15M
Estádio do Bessa Século XXI 
Árbitro:João Capela(A.F.Lisboa)

GR:Mika         GR:Douglas
 DD:João Dias   DD:Nii Plange
 DC:Aaron Appindanyoge(José Manuel 50') DC:Josué Sá
DC:Bernardo Tengarrinha    DC:Kanú
DE:Afonso Figueiredo       DE:Breno
MC:Idrís Mandiang   MC:Bouba Saré(Cafú 88')
MC:Reuben Gabriel MC:Bernard Mensah
MC:Marek Cech MC:Otávio(Ricardo Valente 77')
ED:Brito(Anderson Carvalho 91')   EE:André André
EE:Brayan Beckeles   ED:Tomané
PL:Michael Uchebo(Léozinho 96') 55 PL:Alex(Sami 71')

Treinador:Petit                 Treinador:Rui Vitória

 Cartões Amarelos:Nii Plange 14' e 92',Aaron Appindanyoge 21',André André 26',Bernard Mensah 31' e 47',Tomané 64' e Reuben Gabriel 83'.

Cartões Vermelhos:Bernard Mensah 47',Nii Plange 92' e Sami 94'. 

Golos:Alex 22(g.p),Marek Cech 63',Michael Uchebo 69' e José Manuel 86'.









Boavista FC e VSC Guimarães encontram-se em encontro da 24ºJornada da Liga Nós, vencemos  na raça e mais uma vez com o muito apoio vindo das bancadas estamos no bom caminho.

Os axadrezados entraram no jogo com algumas alterações face a castigos, desde logo Bernardo Tengarrinha e o estreante Aaron Appindayoge como centrais face aos castigos dos habituais titulares, Marek Cech a formar o meio campo com Idrís e Reuben Gabriel, e na frente Brayan Beckeles como extremo direito.

O jogo começou com as equipas a conhecerem-se, o primeiro remate surge da parte boavisteira com Bryan Beckeles a rematar para defesa fácil do guardião vitoriano, no lance seguinte livre sobre a direita para a equipa visitante com o avançado visitante a desviar e Michael Uchebo também,Mika defendeu bem para canto,de seguida o golo da vantagem vimaranense através de uma grande penalidade cometida pelo estreante Aaron Appindayoge,algo forçada pelo avançado contrário a nosso ver,os axadrezados tentavam reagir a desvantagem no marcador Michael Uchebo rematou para boa defesa do guardião contrário apesar de ter perdido tempo de remate,perto da meia-hora livre descaído sobre a direita para as mãos do guardião contrário,já em cima do intervalo Reuben Gabriel falha um golo quase certo,após cruzamento da esquerda num livre,mas o lance já tinha sido anulado por fora do jogo,de seguida chegava o intervalo com o resultado algo injusto.

A segunda-parte começou com a equipa boavisteira a querer mudar o rumo dos acontecimentos e chegar ao golo o mais rápido possível, com o Vitória de Guimarães a jogar praticamente toda a segunda parte com dez elementos num falta em zona frontal em que Afonso Figueiredo é derrubado pelo jogador vitoriano que já tinha cartão amarelo, levou o segundo e colocou a sua equipa a jogar com 10 elementos, do livre frontal Marek Cech rematou por cima,o técnico axadrezado a jogar com mais um homem em campo arriscou tudo no empate e colocou José Manuel no lugar do amarelado e estreante Aaron Appindayoge, José Manuel deu mais vivacidade ao ataque boavisteiro, de seguida livre curto sobre a direita com Bernardo Tengarrinha a colocar em José Manuel que remata com perigo para defesa para canto do guardião contrário, no lance seguinte novamente livre neste caso sobre a esquerda com José Manuel a cabecear muito perto do poste direito da baliza contrária,aos 63 minutos surge o golo do empate axadrezado mais do que merecido Brito vai a linha centra atrasado para a entrada da área Marek Cech fazer o empate, o Boavista FC estava entusiasmado com o empate, e com o apoio incessante dos seus adeptos chegaria a vantagem pouco tempo depois, cruzamento com conta,peso e medida certa de Idrís Mandiang para a cabeça de Michael Uchebo que colocou o esférico sem hipóteses de defesa para o guardião contrário para delírio das bancadas do Bessa Século XXI,com o público axadrezado a dar olés nas bancadas, os jogadores vitorianos estavam cada vez mais desnorteados,e através de um contra ataque José Manuel a nosso ver em posição irregular e depois de jogar o esférico com o braço após também ter sido empurrado coloca um ponto final no jogo com o 3-1 final.já no período de compensação nova acumulação de amarelos para a equipa vitoriana, ficando a jogar com 9 elementos,após entrada sobre José Manuel,já mesmo no final do tempo de compensação nova expulsão para os vitorianos com entrada só as pernas de Afonso Figueredo.

Resultado Justo para a equipa que mais fez para vencer o encontro, mesmo 11 contra 11 retirando o lance do Penalty e a defesa de Mika para canto, nada se viu deste Vitória de Guimarães.

Vitória Importante conseguida na Raça e no querer desta equipa e sempre com a fiel massa adepta boavisteira no apoio incessante durante todo o encontro, a vantagem para al inha de água está agora a 5 pontos, como estamos com a mesma diferença de pontos para o meio da tabela.

Mais três pontos rumo a manutenção, na próxima sexta-feira o Boavista FC desloca-se a Paços de Ferreira para defrontar a equipa local em jogo referente a 25ºJornada, esperando a comparência dos adeptos axadrezados em bom número.

Saudações Axadrezadas!